Raquel Saraceni apresenta o CD "O tempo me guardou você"
CD O tempo me guardou você - Raquel Saraceni

CD

O tempo me guardou você

O tempo me guardou você marca a estreia fonográfica de Raquel Saraceni. Trata-se de
um álbum repleto de delicadezas, que fala de amores e encontros. Uma obra que retrata fielmente o momento artístico e pessoal de sua protagonista.

 

O álbum chegou na hora exata e reflete as experiências artísticas e de vida de Raquel,

até aqui. Aos poucos, compositores e músicos amigos foram sendo arregimentados para

o projeto.

“Todas as opiniões positivas que recebemos foram muito importantes. Nos deram segurança, confiança
no que estávamos produzindo.
O artista sempre quer ter o feedback do ouvinte: cantar pra gente mesmo, não tem graça. Ter esse retorno estimula muito”,
celebra Raquel.

 

E o time de compositores reunido

por Sergio e Raquel Saraceni é dos

mais refinados.

É um disco calmo,

lírico, encantador.
Para apreciadores

de boa música.

 

Ivan Lins

   Faixas

                  Letras

                Ficha Técnica

              Agradecimentos

01   Acaso  4:20

02   Um grande amor  4:20

03   Doce castigo  4:00

04   Amor até o fim  3:08

05   O tempo me guardou você  3:05

06  Um gesto qualquer de carinho  3:28

07  Samba sem você  3:57

08  É o amor outra vez  5:02

09  Fora de hora  4:37

10  Samba de vison  5:06

Alex Fonseca, Aline Cabral, Carlos Trilha, Celi Carvalho, Cecília Spyer,

Denise Telles, Fernando Grilli, Georgette e José Sorpicio,

Greice Ive e Marco Brito, Ivan Lins, José Celso Guida, Marcia Salles,

Moisés Groisman e vovó Zaíra.

Trajetória

 

A trajetória de Raquel como atriz começou cedo. Aos 17 anos ingressava no Teatro Oficina, em São Paulo, sob direção de José Celso Martinez Corrêa (com o grupo, fundou a Companhia Oficina Uzyna Uzona). Além de atriz, tornou-se videasta, responsável pelo arquivo eletrônico do Teatro Oficina.

 

Para entender melhor de onde vem a paixão pela música é preciso voltar no tempo. Neta de avós franceses, sua mãe nasceu em Paris. Paulistana de nascimento, Raquel Saraceni cresceu em uma casa musical:

 

“Minha mãe adorava cantar e tinha uma linda voz. Depois fui criada por minha avó, que adorava música clássica e grandes nomes da música popular, como Noel Rosa, Lupicínio Rodrigues, Ataulfo Alves, Dalva de Oliveira e Francisco Alves”

 

A trilha sonora variada incluía ainda artistas como Elis Regina, Rita Lee, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Beatles, Simon & Garfunkel, Os Mutantes, Maria Bethânia, Ney Matogrosso,

Chico Buarque de Holanda...

Ainda como atriz de teatro e cinema, em São Paulo e no Rio de Janeiro, Raquel fez participações como vocalista antes de mudar-se para a França em 1991, onde viveu por mais de duas décadas. Trabalhando como guia de turismo em Paris, fundou o “Trio Sabiá" com o violonista Carlos Sandroni e Christian Duuvort na percussão. Era a música marcando presença, mesmo que sem maiores pretensões, pelo puro prazer de cantar.

 

Anos depois, já na cidade francesa de Nancy, Raquel integrou o trio Lucky Jazz.  Na temporada francesa, Raquel especializou-se como guia intérprete-conferencista e estudou cinema na Sorbonne.

 

Em 2012, quando se dizia que o mundo ia acabar, uma nova vida começou para Raquel. “Reencontrei o grande amor de quando eu tinha 20 anos, nos casamos e voltei ao Brasil, para o Rio de Janeiro. Foi essa parceria na vida e na arte que fez com que o projeto de gravar um disco se tornasse real”, celebra Raquel.

 

O amor da juventude é o tarimbado maestro e compositor

de trilhas sonoras Sergio Saraceni, que assina a direção

musical e duas faixas do CD.

 

Ensaio fotográfico para o CD

Ensaio fotográfico em estúdio

Entre em contato

Raquel Saraceni

contato@raquelsaraceni.com

 

Assessoria de Imprensa: Coringa Comunicação

Belinha Almendra

belinha@coringacomunica.com.br

21 2259 6042

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.